CategoriesConexões Inteligentes,  Melhoria Contínua

Lean e Indústria 4.0: Entenda porque essa é a união perfeita

É possível afirmar que, em poucas décadas, a indústria evoluiu de uma produção basicamente artesanal para a produção em massa e, agora, para a produção enxuta, que consiste na simplificação de processos e redução  de desperdícios de recursos.  O sucesso dessa abordagem é tamanho, que a metodologia lean passou a ser implementada em diversos outros setores da economia, que não têm ligação alguma com a indústria. Então, nada mais natural afirmar que o lean e a indústria 4.0 caminham lado a lado. 

 

Mas, é possível dizer que essa afirmação é realmente verdadeira? A indústria 4.0 é baseada na adoção de tecnologias que melhoram a comunicação e o acesso aos dados no chão de fábrica, incorporando a digitalização e automação para lidar com os mais variados processos de sistemas de produção e cadeias de suprimento para tornar esse ecossistema integrado. Já o lean é uma filosofia que se concentra em pessoas, processos e na melhoria contínua.  

 

Então, em uma primeira análise, eles podem parecer antagônicos.  Apesar disso, é preciso lembrar que as pessoas e processos também desempenham um papel crítico na indústria 4.0.  Dessa forma, é possível dizer que a indústria 4.0 e a metodologia lean se complementam ao permitir uma integração eficiente entre a tecnologia, pessoas e processos. Afinal, lembrando uma declaração de Bill Gates: “automação aplicada a uma operação ineficiente aumentará a ineficiência”.  

Como o lean e a indústria 4.0 se conectam?

 

De acordo com o Boston Consulting Group, uma abordagem combinada entre o lean e a indústria 4.0 pode ajudar a reduzir em 40% os custos de uma operação, frente a 15% se forem aplicados separadamente.  

 

Dessa forma, a integração da metodologia lean à indústria 4.0 permite uma maior capacidade de reflexão sobre os processos usados no chão de fábrica e a busca pela melhoria desses processos. Isso entrega maior valor ao cliente ao mesmo tempo em que tecnologias inovadoras podem são implementadas de forma a otimizar a produtividade e a eficiência e também reduzir custos. 

Maior visibilidade da cadeia de valor

A conectividade, marca da indústria 4.0, traz a análise de informações do chão de fábrica para o foco da produção, de forma que a mentalidade de melhoria contínua seja baseada em dados e que permita uma maior visibilidade de toda a cadeia de valor. 

Foco no cliente

Reduzir o desperdício é o foco da metodologia lean.  Com a coleta de dados dos clientes é possível analisar essas informações para entender em que ponto do processo de conversão do pedido ele está. Assim, é possível ter maior controle sobre a demanda por determinado produto e sobre a produção para evitar desperdícios. 

Busca pela melhoria contínua

Outro ponto importante da metodologia lean é investir na melhoria contínua dos processos e produtos. Soluções de análise de dados identificam padrões que podem indicar problemas e permite o uso dessas informações para solucionar problemas e tornar os processos mais eficientes.  

Maior agilidade

A produção precisa ser orientada à demanda e na entrega de um produto que atenda às necessidades e desejos dos clientes e isso também faz parte da manufatura lean.  Seguindo essa abordagem, a indústria 4.0 torna os processos mais inteligentes, simples e eficientes, garantindo maior agilidade na produção. 

Dados

A análise de dados é um dos pilares da indústria 4.0. E é por meio dessas informações que é possível automatizar processos e torná-los mais eficientes e para identificar padrões de consumo ou outros fatores que indiquem problemas. Isso torna a tomada de decisões mais robusta e  permite buscar rapidamente por soluções para resolver problemas na produção. 

 

A inteligência por trás da indústria 4.0 permite que sua integração à metodologia lean crie uma plataforma mais flexível e produtiva, melhorando a comunicação e criando um ecossistema de produção mais equilibrado e otimizado. 

 

A metodologia lean auxilia as empresas a melhorarem continuamente seus processos e resultados por meio da capacitação de suas equipes. Fale com um dos nossos especialistas e saiba como ter processos que potencializam o uso de tecnologias inovadoras. 

CategoriesConexões Inteligentes,  Insights,  Melhoria Contínua

Como a Indústria 4.0 está transformando a manufatura Lean

De acordo com a PwC, as empresas buscam novas tecnologias para tornar suas fábricas mais inteligentes e para melhorar processos de design e produção e otimizar o relacionamento com seus fornecedores, além de oferecer uma experiência mais completa aos clientes.  

Como o método Lean trouxe o desafio de tornar os processos e a cadeia de suprimentos mais enxutos e com muito menos desperdício, a união dessas duas abordagens, com ênfase na automação de processos, cria novas questões sobre como conectá-las de forma que as empresas consigam aproveitar ao máximo os benefícios do Lean e da Indústria 4.0. 

Para empresas que já utilizam o método Lean no seu dia a dia, investir em novas tecnologias pode ajudar a alcançar os objetivos do próprio Lean, como os do negócio, mais rapidamente, e ainda capacitar a equipe e impulsionar melhorias nos processos. Ou seja, os resultados esperados são familiares às duas abordagens. 

 Lean e a Indústria 4.0 podem conviver?

Enquanto o consumidor se digitalizou rapidamente, o mesmo não aconteceu com as empresas, que agora buscam investir em novas tecnologias baseadas em dados para atender às necessidades dos seus clientes. 

 E as empresas, em sua maioria, já tinham esses dados em mãos, mas em sistemas que não conversavam entre si, e que precisam se integrar às novas soluções para fornecer uma visão 360º. da produção. 

 Como a metodologia Lean também busca reduzir a complexidade operacional, ou seja, tornar os processos mais simples, essa abordagem, junto com o uso de tecnologias inovadoras, pode levar rumo ao Lean 4.0 e tornar as empresas mais eficientes e preparadas para se adaptar rapidamente às mudanças de mercado, além de contribuir para o sucesso dos negócios. 

 E até mesmo mudanças simples podem causar um impacto gigantesco, como trocar o uso de papel por versões digitalizadas de documentos e manuais, que reduz custos e aumenta a produtividade rapidamente. 

 Lean 4.0

 Pesquisa do The Boston Consulting Group mostrou que 97% dos entrevistados disseram que a gestão Lean deve ser altamente relevante até 2030, entre eles 70% afirmaram que a digitalização da operação também terá grande relevância no futuro. 

Isso deixa claro que, ao adotarem a metodologia Lean junto com tecnologias inovadoras, as empresas conquistam os benefícios das duas abordagens mais rapidamente que se elas fossem trabalhadas separadamente.  

O uso de dados em tempo real e a comunicação entre máquinas e pessoas podem transformar o chão de fábrica, e torná-lo realmente enxuto, reduzindo erros e desperdícios por toda a cadeia de produção, além de permitir aos funcionários que façam modificações necessárias nos sistemas rapidamente. 

Claro, é necessário adaptar o Lean 4.0 para a realidade de cada empresa, para lidar com os desafios característicos da cadeia de suprimentos e do chão de fábrica. Além disso, é importante analisar quais situações dentro da empresa podem ser mais beneficiadas pelo Lean 4.0, de forma tornar sua adoção mais eficaz – por exemplo, investir em sensores e tecnologias que tornem a linha de produção mais flexível para a produção de produtos diferentes -, eliminando processos desnecessários e ineficientes. 

Criar essa sinergia entre o Lean e a indústria 4.0 de forma holística pode ser a forma de alcançar a eficácia operacional tão desejada por todas as empresas, além de reduzir custos e contar com recursos analíticos importantes para a manutenção da saúde dos negócios. 

A Atech pode ajudar sua empresa a tornar seus negócios mais eficientes por meio da implementação de metodologias ágil e Lean. Entre em contato e saiba como podemos te ajudar.

melhoria contínua
CategoriesBeginner,  Excelência Operacional,  Insights

Conheça os três conceitos da melhoria contínua pela metodologia Lean

Por trás da filosofia de melhoria contínua está a busca constante do aperfeiçoamento de processos, produtos ou serviços. É uma estratégia que está sempre em movimento, seguindo o chamado ciclo PDCA (Plan, Do, Check, Act):

Planejar – Como o processo atual pode ser melhorado?

Executar – Implementar mudanças

Checar – Mensurar os resultados a partir de indicadores de desempenho

Ajustar – As mudanças estão funcionando? Em caso negativo, fazer os ajustes necessários

Apesar de parecer até simples na teoria, colocar em prática uma filosofia de melhoria contínua é bem mais complexa, já que prevê que todo e qualquer aspecto de uma operação pode ser melhorado, e também necessita do engajamento de todas as equipes, já que as pessoas que atuam no dia a dia desses processos é que estão na melhor posição para identificar as mudanças de devem ser feitas e todos os departamentos precisam estar alinhados aos objetivos de melhoria.

A melhoria contínua pela metodologia Lean

A filosofia Lean é uma metodologia de melhoria contínua que oferece uma forma estruturada para que as equipes possam manter a melhoria como principal prioridade, eliminando desperdício de tempo, materiais, mão de obra e outros recursos.

Além de acabar com o desperdício, toda iniciativa Lean precisa estar embasada em propósitos claramente definidos e orientados à criação de valor para o cliente. Os produtos e os serviços devem ser criados e entregues nas quantidades certas, nos locais corretos, no momento certo e em perfeitas condições.

 Os três conceitos que garantem a melhoria contínua

A melhoria contínua pela metodologia Lean é uma cultura, não um evento

Talvez o maior diferencial entre o termo genérico “melhoria contínua” e a metodologia Lean é que a segunda é uma cultura, uma prática diária e constante, e não um evento ou ação isolada e sem continuidade.

A filosofia Kaizen (mudança para melhor) é que visa aprimorar cada processo por vez. Organizada em eventos, é criada sempre que algo precisa ser melhorado e, assim que seu objetivo é alcançado, sua função é encerrada.

Muitas empresas enxergam a melhoria contínua como um evento temporário ou uma ação para resolver um determinado problema. Mas as organizações que adotam a metodologia Lean enxergam a melhoria contínua como uma cultura, com práticas diárias que fazem com que entreguem mais valor aos clientes.

Flávio Augusto Picchi, presidente do Lean Institute Brasil, afirma que “isso significa, no contexto das empresas, buscar, cada vez mais, a agregação de valor em tudo o que se faz, olhar cotidianamente os processos sempre pelo ponto de vista dos clientes e questionar, a todo momento, se os processos da companhia estão, concretamente, criando valor para quem paga por eles”.

A metodologia Lean é mais eficaz quando praticada em toda a empresa

Todos os departamentos de uma empresa precisam estar alinhados, engajados e dispostos a abraçar a nova cultura para que os esforços de melhoria contínua pela metodologia Lean sejam efetivos.

Caso contrário, um departamento pode melhorar o seu desempenho e otimizar seus processos, mas, se não estiver alinhado ao resto da empresa, pode prejudicar as atividades de outro setor e, ao final, prejudicar o negócio como um todo.

Vamos tomar como exemplo o departamento de Marketing que, atento somente à necessidade de melhorar seus processos internos, não aceite demandas ou não trabalhe em conjunto com outras áreas, atuando de forma isolado dos outros departamentos.

Sem o compartilhamento de informações, o Marketing pode desenvolver uma campanha para um produto que logo terá uma nova versão no mercado, ou mesmo usar um discurso totalmente diferente do usado pela equipe de vendas. Aplicar a melhoria contínua de forma isolada não se encaixa na metodologia Lean, que visa otimizar todos os processos em toda a empresa.

A metodologia Lean ajuda a maximizar o valor e agilizar a entrega

O objetivo da melhoria contínua pela metodologia Lean é permitir que as equipes encontrem maneiras de oferecer mais valor aos seus clientes de forma mais rápida, implantando a cultura de melhoria contínua no dia a dia da empresa, usando o ciclo PDCA.

A meta é que a toda a empresa adote uma cultura Lean, sempre avaliando os processos e, também, tentando entender cada vez mais os clientes – antecipando as suas demandas e assumindo riscos calculados.

Picchi ressalta que “a capacidade de agregar valor ao cliente é o que fará a grande diferença entre as empresas que farão sucesso e as que vão fracassar. No mundo dos negócios e do trabalho, tendências mudam a todo momento. Elas vêm e vão, muitas vezes de forma rápida e repentina. Assim, independentemente dos caminhos a se seguir, adote uma base que certamente não muda e que vai lhe diferenciar em tudo o que fizer: ‘seja Lean’”.

 

Proudly powered by Wpopal.com