Menu

Blog

Gestão de Ativos em Utilities: uma abordagem orientada ao cliente

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

É cada vez mais urgente que as empresas de utilities desenvolvam uma estratégia de gestão de ativos orientada aos clientes. Enquanto os custos relacionados aos serviços ao consumidor aumentam, o crescimento se mostra estagnado devido a uma infraestrutura obsoleta e que precisa ser modernizada. 

Dessa forma, as empresas precisam priorizar a renovação e substituição dessa infraestrutura e adequar seu gerenciamento de ativos para reduzir riscos e tempo de inatividade dos serviços oferecidos. Os desafios enfrentados hoje pelas concessionárias precisam de uma abordagem focada na transformação digital, de forma a agregar mais valor a esses serviços.   

Chegou a hora das empresas reverem sua estratégia de negócios e buscar por uma abordagem que enxergue os negócios pelos olhos da experiência oferecida, e essa abordagem também é elemento chave para a transformação digital no setor.  

Desafios operacionais

Em um mundo que os clientes esperam por serviços sob demanda e acesso instantâneo, as concessionárias também precisam estar preparadas para oferecer seus serviços sem falhas. Mas problemas acontecem e interrupções são inevitáveis e isso afeta não apenas os clientes, mas principalmente os resultados da empresa. 

E os desafios são vários, desde a adesão a novas leis e regulações, integração de novas tecnologias, até atualizar uma infraestrutura obsoleta. Exatamente por isso, a gestão de ativos não pode ficar em segundo plano.  

Ativos são fundamentais para que os serviços não sejam prejudicados. No momento em que um ativo crítico falha, os serviços também falham e a experiência entregue ao cliente é prejudicada. 

Além da otimização de processos

As concessionárias precisam rever seus modelos de negócios e essa transformação depende do uso inteligente e integrado das informações dos seus ativos capturadas por sensores e dos dados dos clientes. São informações que, se usadas corretamente, permitem gerar insights sobre o comportamento dos clientes, e como esse comportamento influencia no consumo dos serviços oferecidos. 

Dessa forma, as empresas conseguem buscar alternativas para implementar a infraestrutura necessária para oferecer seus serviços a preços competitivos ao mesmo tempo em que atualizam seus ativos e cultivam um relacionamento mais profundo com os clientes. 

Além disso, com o crescimento do uso das conexões de dados inteligentes, o número de dispositivos conectados também aumenta e permite que as empresas visualizem mais facilmente possíveis vulnerabilidades em suas redes e possam agir proativamente para evitar a interrupção dos serviços. 

Evolução tecnológica

A tecnologia exerce uma influência importante na forma como o setor de utilities oferece seus serviços e realiza a gestão de ativos.  

Internet das Coisas (IoT)

IoT permite que as concessionárias consigam se conectar com seus clientes, integre informações sobre seus ativos e crie um fluxo de dados para capturar informações que devem ser usadas para melhorar seus serviços e atender às necessidades dos clientes.  

Big Data

Apenas com o uso do Big Data, as empresas conseguem lidar com o maior fluxo de dados que a IoT irá causar. Com a análise dessas informações, as concessionárias entendem melhor seus clientes e conseguem otimizar seus processos, além de conseguirem personalizar a jornada do cliente e oferecer a melhor experiência.  

Inteligência artificial (IA)

São várias as opções oferecidas pela IA. O aprendizado de máquina permite prever a demanda pelos serviços em tempo real e automatizar a gestão, aumentando a segurança cibernética. 

 Eficiência na gestão de ativos

Com a necessidade de gerenciar um número cada vez maior de ativos, diversas variáveis devem ser monitoradas para que as empresas alcancem o melhor desempenho possível 

Ter uma melhor compreensão dos ativos, quais são críticos e qual sua real condição é essencial para determinar quais componentes precisam de atenção e precisam ser substituídos. Esses insights são gerados com base no histórico de manutenção e na avaliação das informações recebidas pelos sensores instalados nas máquinas. 

O acesso em tempo real dessas informações garante às equipes de manutenção uma visão completa das condições operacionais de cada ativo e contribui para que os profissionais tomem decisões mais seguras sobre as ações que devem ser implementadas para garantir o aumento da vida útil dos equipamentos. 

Quando aplicada de forma eficaz, a análise de dados permite ações que antecipam possíveis problemas e agrega valor à gestão de ativos, proporcionando melhorias na oferta de serviços e permitindo a estruturação de uma estratégia orientada ao cliente, às suas necessidades e desejos. 

A tecnologia tem o poder de avaliar os impactos dos ativos nos serviços oferecidos aos clientes e melhorar os processos para entregar uma melhor experiência a cada cliente. Converse com um dos nossos especialistas e saiba como garantir a disponibilidade dos ativos para reduzir o tempo de inatividade e garantir o serviço ao seu cliente.

Entre em contato

Email: contato@atech.com.br
Tel.: 55 (11) 3103-4600
Rua do Rocio, 313 – 5° andar
Vila Olímpia – São Paulo – SP

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Criado pela Intelligenzia