Menu

Insights

CMMS ou ERP? Entenda as diferenças

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

CMMS (Sistema de Gerenciamento de Manutenção Computadorizado) ou ERP (Planejamento de Recursos Empresariais)? Esta é uma pergunta às vezes feita pelos fornecedores de serviços de manutenção aos clientes que desejam digitalizar suas operações de gestão de ativos. Duas abordagens muito diferentes, e uma decisão que terá um impacto muito significativo no desempenho futuro da empresa. Por isso, merece muita atenção. 

A situação se torna ainda mais complicada considerando o fato de que ambas as soluções – CMMS e ERP – têm algumas semelhanças, pois contam com recursos que controlam processos de negócios importantes. Mas também existem diferenças. Compreender essas diferenças é a chave para tomar a decisão certa de gerenciamento de ativos. 

Os fundamentos do CMMS

O Computadorized Maintenance Management System (CMMS) é um software usado para rastrear e manter ativos e recursos na unidade de manutenção de uma organização. Ele permite que seus usuários monitorem e registrem todo e qualquer trabalho de manutenção, ao mesmo tempo em que mantém um registro histórico do trabalho realizado e rastreia as informações críticas dos ativos para referência futura. 

Os sistemas CMMS modernos são soluções baseadas em nuvem. Baseado em nuvem significa apenas que todos os seus dados de manutenção são salvos e acessados ​​de um ponto centralizado (banco de dados) e podem ser acessados ​​em qualquer dispositivo com um simples nome de usuário e senha, baseado em políticas de acesso e de segurança. 

Aqui está como um CMMS típico é usado: 

Os gerentes de manutenção configuram o CMMS para ter o equipamento certo (ativos) com as ordens de trabalho certas programadas (manutenção preventiva) para sua equipe de manutenção. Além disso, o CMMS pode ser configurado para que trabalhos reativos possam ser enviados por meio de um sistema de Solicitações de Trabalho. Isso permite que sua equipe saiba imediatamente quando algo der errado e pode fornecer feedback instantâneo para quem está enfrentando a pane ou o problema. 

Os técnicos / operadores de manutenção usam um aplicativo CMMS móvel para acessar e concluir suas ordens de serviço enquanto estão fisicamente fora da instalação. De lá, eles podem não apenas ver sua lista completa de ordens de serviço que precisam ser executadas, mas também podem consultar históricos de trabalho e manuais, comunicar-se, documentar o que fizeram etc. em seus dispositivos móveis. Qualquer trabalho que eles fizerem é salvo automaticamente no banco de dados para que sua equipe ou gerente veja mais tarde.  

Os gerentes de manutenção usam o aplicativo móvel ou desktop para executar relatórios com base em seus próprios KPIs exclusivos. Por exemplo, porcentagem do tempo de manutenção preventiva, tempo de inatividade, ordens de serviço concluídas no prazo, tempo de atividade do ativo, custos de mão de obra, custo total de propriedade, uso de peças sobressalentes etc. ou o que seja necessário para você mostrar à sua empresa que os milhões de dólares em equipamentos ou instalações de sua propriedade estão sendo mantidos de maneira adequada. 

Como as informações são armazenadas na nuvem, quaisquer alterações feitas no banco de dados são atualizadas em tempo real para todos. Por exemplo, se um gerente de manutenção alterar a prioridade de uma determinada ordem de serviço, os técnicos atribuídos a essa ordem de serviço verão a mudança imediatamente. Da mesma forma, quando um técnico fecha uma ordem de serviço, o gerente de manutenção verá instantaneamente que o status da ordem de serviço mudou para concluído ou encerrado. 

Este nível de automação oferece muitas vantagens: todos têm acesso às informações mais atualizadas, reduz a chance de erro humano, melhora os tempos de resposta, acelera os fluxos de trabalho de manutenção e permite que você rastreie e analisem uma quantidade enorme de dados aos quais você não teria acesso de outra forma. 

Os fundamentos do ERP

Já o Enterprise Resource Planning (ERP) é um pacote de software que gerencia todos os aspectos dos processos de negócios de uma organização. É um sistema de aplicativos integrados que trabalham juntos para gerenciar e automatizar várias operações, incluindo CRM, recursos humanos, contabilidade e finanças, manufatura, estoque, compras, gerenciamento de projetos, gerenciamento de relacionamento com o cliente, gerenciamento de risco, conformidade e operações da cadeia de suprimentos.  

Os aplicativos ERP podem ser entregues como SaaS (Software as a Service), como parte de um sistema que pode ser usado para comunicar de forma eficaz e reunir processos de negócios para permitir um fluxo de dados entre os aplicativos, normalmente através de bancos de dados on premise ou na nuvem.  

Integrando ambas as soluções na gestão de ativos

É possível usar apenas um dos sistemas? Sim. Mas usar o CMMS isoladamente do ERP pode não permitir que os gerentes de ativos colham todo o potencial de qualquer um dos softwares. A integração permite que ambos os softwares compartilhem informações importantes. Por exemplo, você pode gerar pedidos de compra em seu CMMS e apenas encaminhá-los para o ERP como uma solicitação de compra. Além disso, os dados sobre as quantidades e as informações de custo devem ser sincronizados automaticamente, o que torna o pedido de estoque muito mais fácil.  

 E para que a sua empresa tenha um sistema completo, o módulo de monitoramento da plataforma OKTO permite realizar a integração de sistemas ERP para a coleta de informações precisas. Um pacote completo. 

Receba nossos conteúdos

Preencha seu email e receba nossos conteúdos 

Entre em contato

Email: contato@atech.com.br
Tel.: 55 (11) 3103-4600
Rua do Rocio, 313 – 5° andar
Vila Olímpia – São Paulo – SP

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Criado pela Intelligenzia