CategoriesImprensa

Atech amplia portfólio de produtos e serviços para atender mercado corporativo

A Atech, empresa do Grupo Embraer, reconhecida por sua atuação no desenvolvimento e integração de sistemas nas áreas de Defesa, Segurança e Controle de Tráfego Aéreo, passa a aplicar toda sua expertise para oferecer soluções para o mercado corporativo. A divisão corporativa conta com um portfólio de soluções nas áreas de Gestão de Ativos; Logística; Segurança Cibernética; e Conexões Inteligentes.

A área de Gestão de Ativos tem se tornado cada vez mais estratégica para as empresas, uma vez que seus ativos são essenciais para o desempenho das atividades empresariais.  A Atech ingressa neste mercado visando atender empresas de diversos setores com um sistema capaz de monitorar e fornecer informações sobre os ativos industriais, bem como definir soluções para a tomada de decisão do planejamento estratégico, favorecendo a redução de manutenções corretivas e identificando de forma preventiva problemas que afetem a segurança operacional da empresa. As soluções para Gestão de Ativos da Atech oferecem maior eficiência operacional, reduzindo tempo de parada dos equipamentos, sugerindo a substituição por tecnologias mais modernas e até mesmo eliminando falhas nos processos produtivos.

A proposta da Atech na área de Logística é proporcionar um ambiente empresarial integrado entre empresa, parceiros e operadores. As soluções nesta área contam com ferramentas para a gestão e governança dos processos logísticos das empresas, tornando-os mais confiáveis e seguros. O sistema está centrado no controle de processos em ambiente de alta regulamentação, no apoio para estabelecimento de uma logística corporativa de abrangência global onde as empresas terão maior controle dos processos, proporcionando uma visão “real time”, redução de ciclos de processos logísticos, adoção de mecanismos de rastreabilidade, aumento da acurácia dos processos e melhoria contínua, entre outros benefícios.

Segurança Cibernética já é um assunto presente nas organizações já que, em um mundo cada vez mais conectado e dependente de soluções tecnológicas, manter a confidencialidade, a integridade e a disponibilidade das informações consiste em uma atividade essencial para suportar o bom funcionamento dos negócios. Diante desse cenário a Atech conta com serviços que propiciam ao mercado corporativo proteção contra ataques cibernéticos realizando testes de intrusão para identificar vulnerabilidades ou oferecendo sua capacidade técnica na forma de outros serviços que visam promover a cultura de segurança nas empresas.

Na área de Conexões Inteligentes, a Atech oferece soluções para auxiliar as empresas a enfrentarem os novos desafios com o advento da Internet das Coisas e da Indústria 4.0, promovendo:

  • Conectividade mais acessível, confiável e segura;
  • Tratamento de dados, transformando em informações relevantes para a tomada de decisão;
  • Desenvolvimento de software embarcado que incorpore inteligência aos dispositivos;
  • Integração que derruba as barreiras entre as fronteiras dos sistemas e permite o fluxo organizado das informações.

Sobre a Atech (www.atech.com.br) – Reconhecida como uma “System House” brasileira, a Atech sempre se pautou pela inovação com o objetivo de ajudar a transformar o país. Com uma expertise única em engenharia de sistemas e tecnologias de consciência situacional e apoio a tomada de decisão, a Atech trabalha no desenvolvimento de soluções inovadoras com aplicações nas áreas de tráfego aéreo, sistemas de comando e controle, sistemas de instrumentação e controle, sistemas embarcados, simuladores, gestão de ativos, segurança cibernética, conexões inteligentes e logística. A empresa também é responsável pelo desenvolvimento e modernização de todo o sistema para o gerenciamento e defesa do espaço aéreo brasileiro. Pela sua atuação, a companhia é reconhecida e foi certificada como Empresa Estratégica de Defesa pelo Ministério da Defesa do Brasil.

Press Agency Atech – Rossi Comunicação

Valéria Rossi – Tel: + 55 11 9348-8562 – valeriarossi@rossicomunicacao.com.br

Karen Gobbatto – Tel + 55 11 3262-0884 – karengobbatto@rossicomunicacao.com.br

Rossi Comunicação – Tel: + 55 11 3262-0884 – www.rossicomunicacao.com.br

 

CategoriesImprensa

Atech demonstra funcionalidades de sistemas durante Connected Smart Cities

Arkhe Governance integra sensores, mapas, dados, sistemas, rastreamento, comunicação segura e dispositivos IoT para que agentes públicos tenham acesso à informação precisa

A Atech, empresa do Grupo Embraer, participa da 3ª edição do Connected Smart Cities, que acontece nos dias 21 e 22 de junho, no Centro de Convenções Frei Caneca (Rua Frei Caneca, 569, Consolação), em São Paulo (SP). Durante o evento, a Atech apresentará o Arkhe Governance, com soluções para a governança e gestão integrada e em tempo real das cidades.

O Connected Smart Cities busca promover debates sobre o desenvolvimento das cidades brasileiras com foco em sustentabilidade, mobilidade e cidades conectadas, participativas e engajadas. Nesse contexto, a Atech fará demonstrações do Arkhe Governance, que permite a integração de diferentes secretarias e órgão públicos de uma cidade, com uma comunicação segura e em tempo real.

Durante o evento, será possível ver um sistema real em operação, projetando em uma tela as funcionalidades do Arkhe Governance. Os visitantes poderão ver em um mapa georrefenciado imagens e vídeos em tempo real de ocorrências registradas pelo sistema. Também serão apresentadas informações de mobilidade e até mesmo processos de reconhecimento facial. O usuário poderá ainda navegar pelo sistema para conhecer todas as funcionalidades.

“Com o uso de smartphones poderemos fazer o reconhecimento facial de uma pessoa, identificar sua localização em um mapa e obter demais informações sobre a ocorrência. Por meio do nosso aplicativo StreetGo, que está disponível nas lojas virtuais, as pessoas também podem registrar ocorrências, como por exemplo, um acidente de trânsito, inserindo fotos e dados de localização e até mesmo compartilhar a situação nas redes sociais”, comenta o gerente de Vendas da Atech, Cláudio Trapaga Nascimento.

O Arkhe Governance é uma solução baseada na integração dos sistemas legados, bancos de dados locais e remotos, dispositivos móveis e sensores, bem como comunicação segura das informações para acompanhamento em tempo real de eventos, ocorrências e alertas, rastreamento e dispositivos de IoT (Internet of Things). É projetado para concentrar, em um único mapa, todas as informações de interesse, garantindo uma visão ampla e precisa da situação. O sistema foi projetado para ser implantado em Centros de Operações e em ambientes móveis, possibilitando que cada agente público envolvido nas ações de rotina ou de emergência tenha capacidade de atuar com um sensor, disponibilizando vídeos, imagens, coordenadas e informações com elevado grau de confiabilidade.

O sistema modular pode ser implantado em áreas específicas da cidade, como saúde, trânsito, defesa civil, entre outras e o módulo Big Data Analytics realiza a fusão, correlação e análise de dados segundo regras parametrizáveis, garantindo uma gestão eficiente e eficaz da cidade, com alto nível de colaboração entre os diferentes protagonistas: órgãos públicos, gestores públicos e cidadãos.

Painel

A Atech também participa do Painel “Segurança digital: o equilíbrio entre a privacidade, governança e os benefícios do Big Data”, que acontece no dia 22, a partir das 16h30, no Palco Lapa. Nesse painel, o gerente de Vendas da empresa, Cláudio Trapaga Nascimento falará sobre os desafios e oportunidades na governança das Cidades Inteligentes com foco na melhoria da qualidade dos serviços públicos e segurança digital. “Segurança é um dos fatores importantes na gestão de cidades, pois deve garantir a privacidade dos dados da administração pública e do próprio cidadão”, afirma Nascimento.

Segundo ele, uma cidade inteligente é conectada, integrada e colaborativa. Neste contexto, disponibilizar uma infraestrutura que permita a conexão de diferentes sensores é primordial. A integração de grandes volumes de dados impõe a necessidade do uso de soluções de Big Data e a soma desses fatores a políticas públicas que suportem a colaboração entre governo e cidadão resulta em uma gestão inclusiva.

“Hoje, dada a grande quantidade de dados disponíveis nas cidades, o uso de ferramentas de Big Data é necessário para que seja possível processar e analisar todos os dados, transformando-os em informações que agregam valor ao processo de tomada de decisão”, destaca Nascimento.

O painel contará ainda com a participação de João Thiago Poço, gerente de Desenvolvimento de Negócios da Microsoft Brasil e com a mediação de Fábio Henrique Cabrini, doutorando e mestre em Engenharia Elétrica nas áreas de “Segurança em Smart Cities” e “Wireless Sensor Network” da Poli/USP.

Sobre a Atech (www.atech.com.br) – Reconhecida como uma “System House” brasileira, a Atech sempre se pautou pela inovação com o objetivo de ajudar a transformar o país. Com uma expertise única em engenharia de sistemas e tecnologias de consciência situacional e apoio a tomada de decisão, a Atech trabalha no desenvolvimento de soluções inovadoras com aplicações nas áreas de tráfego aéreo, sistemas de comando e controle, segurança cibernética, sistemas de instrumentação e controle, sistemas embarcados, simuladores e logística. A empresa é responsável pelo desenvolvimento e modernização de todo o sistema para o gerenciamento e defesa do espaço aéreo brasileiro. Pela sua atuação, a companhia é reconhecida e foi certificada como Empresa Estratégica de Defesa pelo Ministério da Defesa do Brasil.

CategoriesImprensa

Voos em Vitória serão controlados por novo sistema automatizado

Em uma parceria entre Força Aérea Brasileira (FAB), Infraero e Atech, empresa do Grupo Embraer, o Centro de Controle de Aproximação de Vitória (APP-Vitória), responsável pela gestão dos movimentos aéreos naquela região, passa a operar com o novo sistema automatizado de controle de tráfego aéreo a partir deste mês.

O sistema foi implantado em função da crescente demanda pelos serviços de controle de tráfego aéreo, somada ao incremento das operações de helicópteros na Bacia Petrolífera do Espírito Santo. Considerada um dos principais pontos turísticos do país, Vitória recebeu, somente em 2016, um total de 1.592.450 visitantes, segundo dados da Secretaria de Estado de Turismo (SETUR).

Além do SAGITARIO (Sistema Avançado de Gerenciamento de Informações e Tráfego Aéreo e Relatórios de Interesse Operacional), desenvolvido pela Atech em parceria com a FAB e que passa a operar a partir deste mês, o APP-Vitória recebeu, por intermédio da Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (CISCEA), o radar RSM970, instalado na Área de Controle Terminal de Vitória (TMA-VT). Com isso, o SAGITARIO também será responsável por receber e tratar as informações obtidas pelo radar.

A implantação de um Sistema de Vigilância Radar, por definição, possibilita ao controlador acompanhar os tráfegos que estejam evoluindo na área terminal, tornando mais fácil a tarefa de manter um fluxo de tráfego aéreo seguro e ordenado. Dessa forma, será possível aplicar uma menor distância de separação entre as aeronaves e, consequentemente, alcançar menores tempos de voo, contribuindo para um decréscimo de consumo de combustível e para um acompanhamento contínuo da trajetória dos voos nos diversos setores da área terminal de Vitória.

O SAGITARIO marca a evolução do sistema de controle aéreo no Brasil, por empregar uma solução inovadora para a comunicação, navegação e vigilância na gestão do espaço aéreo brasileiro. O sistema, inclusive, foi um grande aliado das autoridades brasileiras durante a Copa do Mundo 2014 e os Jogos Olímpicos Rio 2016. Com ele, o país conduziu com sucesso o transporte aéreo para os dois eventos mundiais, mantendo o nível de segurança e eficiência das operações, mesmo com o grande aumento no fluxo de aeronaves no espaço aéreo brasileiro.

O sistema atua desde o momento que antecede decolagem até o estacionamento da aeronave no aeroporto de destino. Além disso, ele possibilita que todo foco de ação do controlador de tráfego aéreo esteja sempre voltado à sua área de trabalho, aumentando significantemente sua consciência situacional. O SAGITARIO foi desenvolvido com a participação dos controladores, profissionais que atuam na linha de frente do controle das aeronaves, e disponibiliza um conjunto de ferramentas operacionais de apoio à tomada de decisão mais objetiva e ágil, seguindo as melhores práticas e recomendações existentes no mercado internacional, dentre elas os sistemas especificados pela Eurocontrol (Organização Europeia para a Segurança da Navegação Aérea).

No Brasil, com a inauguração em Vitória, já são 15 centros de controle de voo operando com o sistema: 4 ACC (Centro de Controle de Aérea), 9 APP (Centro de Controle de Aproximação) e o ICEA (Instituto de Controle do Espaço Aéreo), onde são formados os novos controladores de tráfego aéreo.

CategoriesImprensa

Atech lança Família Arkhe durante a LAAD 2017

A estruturação dos produtos de defesa e segurança em um portfólio integrado
visa fortalecer e ampliar a atuação da Atech no mercado internacional

A Atech, empresa do Grupo Embraer, lançará a família de produtos Arkhe durante a LAAD Defence & Security 2017, que acontece de 04 a 07 de abril, no RioCentro, no RJ.  A nova denominação objetiva mostrar um portfolio integrado com produtos e serviços da empresa em uma oferta completa para os mercados de Defesa e Segurança, nas esferas nacional e internacional.

A escolha do nome deu-se em razão da empresa atuar no ciclo completo do desenvolvimento de um programa, atuando desde a sua concepção até a sua implantação e início de operação, caracterizando assim, a presença em todos os momentos da sua existência, um dos significados da palavra Arché. A família contempla as soluções: Arkhe Command & Control (sistemas de C4ISR); Arkhe Mission Combat (sistemas embarcados); Arkhe Intelligence (sistemas de inteligência); Arkhe Cyber (segurança cibernética); e Arkhe Academy (formação, simulação e treinamento).

A adoção de uma Família integrada de produtos permite aos clientes visualizar o portfólio completo ofertado pela Atech e melhor definir as soluções aplicáveis às suas reais necessidades, além da plena compreensão de como evoluir a solução inicialmente implementada em função de futuras demandas.

“Com todo nosso portfólio de defesa e segurança em uma base unificada será possível crescermos ainda mais, abordando de maneira integrada todas as soluções existentes e as que serão incorporadas no futuro. O objetivo é posicionar a Atech com uma empresa de solução completa. E o nosso histórico é a maior chancela para firmar esse posicionamento”, comenta o presidente da Atech, Edson Mallaco.

Sobre a Atech (www.atech.com.br) – Reconhecida como uma “System House” brasileira, a Atech sempre se pautou pela inovação com o objetivo de ajudar a transformar o país. Com uma expertise única em engenharia de sistemas e tecnologias de consciência situacional e apoio a tomada de decisão, a Atech trabalha no desenvolvimento de soluções inovadoras com aplicações nas áreas de tráfego aéreo, sistemas de comando e controle, segurança cibernética, sistemas de instrumentação e controle, sistemas embarcados, simuladores e logística. A empresa é responsável pelo desenvolvimento e modernização de todo o sistema para o gerenciamento e defesa do espaço aéreo brasileiro. Pela sua atuação, a companhia é reconhecida e foi certificada como Empresa Estratégica de Defesa pelo Ministério da Defesa do Brasil.

CategoriesImprensa

Atech apresenta as soluções de A-CDM durante o IBAS 2017

A Atech, empresa do Grupo Embraer, participará do IBAS 2017 (International Brazil Air Show), que acontece de 29 de março a 02 de abril, no Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), no Rio de Janeiro. Referência internacional quando o assunto é gerenciamento do tráfego aéreo, a Atech apresentará as soluções de A-CDM (Airport Collaborative Decision Making / Tomada de Decisão Colaborativa em Aeroportos) desenvolvidas pela empresa.O conceito de A-CDM é um inovador processo para gerenciar melhor todos os aspectos de um aeroporto, com foco especial nas operações dos aviões e no fluxo de passageiros, por meio do compartilhamento de dados entre os atores envolvidos na atividade aeroportuária. Com isso, busca-se maior previsibilidade em relação a eventos, otimização de recursos operacionais, melhor estruturação das áreas de pátio para movimentação de aeronaves, entre outras vantagens.

Para que haja sucesso nesse processo, é necessária a adoção de tecnologia e a Atech vem cumprindo papel essencial na integração de sistemas aeroportuários com os sistemas de gestão de tráfego aéreo. O objetivo é produzir informação confiável, tempestiva, suficiente para cada um dos agentes, que deve ser apresentada de forma lógica e de fácil compreensão. Nesse sentido, a Atech atua na descrição dos conceitos operacionais de A-CDM, definição da arquitetura do sistema, especificação dos seus requisitos, treinamento e suporte tecnológico.

“A operação de um aeroporto é sempre complexa e exige informações corretas para uma tomada de decisão rápida e assertiva. A integração dos dados de todos os agentes em uma plataforma única, que processe um grande volume de informações, é a base para o sucesso da A-CDM. E a Atech com sua expertise investe no aprimoramento de seus sistemas, atendendo as tendências do segmento internacional”, destaca o presidente da Atech, Edson Mallaco.

Alguns aeroportos da Europa já operam com A-CDM, como o Heathrow, na Inglaterra e Munich, Alemanha. Idem quanto ao Aeroporto Internacional de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. Em todos já se registra uma redução de custos, aumento da predictabilidade e agilização de processos operacionais de pátio. Há uma tendência em se adotar o uso universal de A-CDM e o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), está trabalhando para viabilizar a sua implantação no Brasil, a partir de um acordo firmado com a Eurocontrol, em 2015.

Sobre a Atech (www.atech.com.br) – Reconhecida como uma “System House” brasileira, a Atech sempre se pautou pela inovação com o objetivo de ajudar a transformar o país. Com uma expertise única em engenharia de sistemas e tecnologias de consciência situacional e apoio a tomada de decisão, a Atech trabalha no desenvolvimento de soluções inovadoras com aplicações nas áreas de tráfego aéreo, sistemas de comando e controle, segurança cibernética, sistemas de instrumentação e controle, sistemas embarcados, simuladores e logística. A empresa é responsável pelo desenvolvimento e modernização de todo o sistema para o gerenciamento e defesa do espaço aéreo brasileiro. Pela sua atuação, a companhia é reconhecida e foi certificada como Empresa Estratégica de Defesa pelo Ministério da Defesa do Brasil.

CategoriesImprensa

Atech integra debates sobre gerenciamento do tráfego aéreo mundial durante o World ATM Congress

A Atech, empresa brasileira do Grupo Embraer, integra os debates sobre os avanços na área de controle de tráfego aéreo durante o World ATM Congress, que acontece de 7 a 9 de março, em Madri (Espanha). No evento, ela apresentará soluções em ATM implantadas no Brasil — que cobrem 100% do território nacional — e são responsáveis pelo gerenciamento do tráfego aéreo e defesa aérea do país, bem como o sistema de gestão de fluxo que integra todos os dados de voos nos aeroportos brasileiros. Para essa edição do World ATM, outro destaque da companhia será a nova solução de simulação para capacitação de controladores de voo, desenvolvida recentemente em parceria com a Força Aérea Brasileira (FAB).

Na área de gestão de tráfego aéreo, a Atech destaca o SAGITARIOdesenvolvido em parceria com a FAB, que marca a evolução do sistema de controle aéreo no Brasil, por empregar uma solução inovadora para a comunicação, navegação e vigilância no comando e o controle do espaço aéreo brasileiro. O SAGITARIO tem como conceito prover um controle completo desde antes da decolagem até a parada do avião no aeroporto de destino, com seus sistemas instalados em torre de controle de aeroporto, centro de aproximação e centro de controle em área, garantindo que todas as etapas sejam executadas de forma segura e eficaz, e dentro dos padrões internacionais estabelecidos.

Para atuar em conjunto com o SAGITARIO, a Atech desenvolveu também o SIGMA (Sistema Integrado de Gestão de Movimentos Aéreos), uma solução que congrega os dados das companhias aéreas, aeroportos e órgãos de controle, entre outros, com informações meteorológicas de interesse para a gestão de fluxo de tráfego aéreo em uma base de dados unificada. Com esta integração, o sistema permite que o centro de gerenciamento de fluxo atue para equilibrar a capacidade e a demanda aéreas, a fim de garantir a segurança das operações e a regularidade e pontualidade dos voos. O SIGMA está, hoje, em operação no Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), no Rio de Janeiro, operando continuamente para garantir o balanceamento entre a capacidade de atendimento do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) e a demanda de movimentos aéreos. O SIGMA foi grande aliado das autoridades brasileiras para o bem-sucedido gerenciamento do fluxo aéreo durante a Copa do Mundo Fifa 2014 e os Jogos Olímpicos Rio 2016.

Este histórico permitiu à Atech juntar-se ao seleto grupo de empresas brasileiras que exportam soluções de alta tecnologia, como o Skyflow, contratado pela Autoridade de Aeroportos da Índia (AAI – Airports Authority of India) e já em operação naquele país. O Skyflow é a versão comercial do SIGMA, tendo sido adaptado para as necessidades de gerenciamento de fluxo aéreo de acordo com os requisitos operacionais típicos do subcontinente indiano.

Com o objetivo de prover soluções completas e integradas, a Atech desenvolveu ainda um sistema de simulação de controle do espaço aéreo PLATAO (Plataforma Avançada de Treinamento e Atualização Operacional), voltado para capacitar e reciclar os conhecimentos e habilidades dos controladores de tráfego aéreo. A plataforma de treinamento permite a geração de cenários complexos, tais como comunicação por enlace de dados entre controlador e piloto e o rastreamento de aeronaves com novas tecnologias.  Na solução adotada e desenvolvida pela Atech, o PLATAO cria exercícios de treinamento simulando simultaneamente mais de um cenário operacional de centro de controle. A arquitetura do sistema é pioneira na utilização dos conceitos de Serviços de Distribuição de Dados (DDS – Data Distribution Service), para aplicação, em tempo real, de acordo com as especificações do Object Management Group (OMG). Com isso, o sistema conta com os processos de acesso e compartilhamento de dados, bem como requisitos de desempenho, segurança, portabilidade e escalabilidade do sistema.

CategoriesImprensa

Atech integra debates sobre gerenciamento do tráfego aéreo mundial durante o World ATM Congress

A Atech, empresa brasileira do Grupo Embraer, integra os debates sobre os avanços na área de controle de tráfego aéreo durante o World ATM Congress, que acontece de 7 a 9 de março, em Madri (Espanha). No evento, ela apresentará soluções em ATM implantadas no Brasil — que cobrem 100% do território nacional — e são responsáveis pelo gerenciamento do tráfego aéreo e defesa aérea do país, bem como o sistema de gestão de fluxo que integra todos os dados de voos nos aeroportos brasileiros. Para essa edição do World ATM, outro destaque da companhia será a nova solução de simulação para capacitação de controladores de voo, desenvolvida recentemente em parceria com a Força Aérea Brasileira (FAB).

Na área de gestão de tráfego aéreo, a Atech destaca o SAGITARIOdesenvolvido em parceria com a FAB, que marca a evolução do sistema de controle aéreo no Brasil, por empregar uma solução inovadora para a comunicação, navegação e vigilância no comando e o controle do espaço aéreo brasileiro. O SAGITARIO tem como conceito prover um controle completo desde antes da decolagem até a parada do avião no aeroporto de destino, com seus sistemas instalados em torre de controle de aeroporto, centro de aproximação e centro de controle em área, garantindo que todas as etapas sejam executadas de forma segura e eficaz, e dentro dos padrões internacionais estabelecidos.

Para atuar em conjunto com o SAGITARIO, a Atech desenvolveu também o SIGMA (Sistema Integrado de Gestão de Movimentos Aéreos), uma solução que congrega os dados das companhias aéreas, aeroportos e órgãos de controle, entre outros, com informações meteorológicas de interesse para a gestão de fluxo de tráfego aéreo em uma base de dados unificada. Com esta integração, o sistema permite que o centro de gerenciamento de fluxo atue para equilibrar a capacidade e a demanda aéreas, a fim de garantir a segurança das operações e a regularidade e pontualidade dos voos. O SIGMA está, hoje, em operação no Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), no Rio de Janeiro, operando continuamente para garantir o balanceamento entre a capacidade de atendimento do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) e a demanda de movimentos aéreos. O SIGMA foi grande aliado das autoridades brasileiras para o bem-sucedido gerenciamento do fluxo aéreo durante a Copa do Mundo Fifa 2014 e os Jogos Olímpicos Rio 2016.

Este histórico permitiu à Atech juntar-se ao seleto grupo de empresas brasileiras que exportam soluções de alta tecnologia, como o Skyflow, contratado pela Autoridade de Aeroportos da Índia (AAI – Airports Authority of India) e já em operação naquele país. O Skyflow é a versão comercial do SIGMA, tendo sido adaptado para as necessidades de gerenciamento de fluxo aéreo de acordo com os requisitos operacionais típicos do subcontinente indiano.

Com o objetivo de prover soluções completas e integradas, a Atech desenvolveu ainda um sistema de simulação de controle do espaço aéreo PLATAO (Plataforma Avançada de Treinamento e Atualização Operacional), voltado para capacitar e reciclar os conhecimentos e habilidades dos controladores de tráfego aéreo. A plataforma de treinamento permite a geração de cenários complexos, tais como comunicação por enlace de dados entre controlador e piloto e o rastreamento de aeronaves com novas tecnologias.  Na solução adotada e desenvolvida pela Atech, o PLATAO cria exercícios de treinamento simulando simultaneamente mais de um cenário operacional de centro de controle. A arquitetura do sistema é pioneira na utilização dos conceitos de Serviços de Distribuição de Dados (DDS – Data Distribution Service), para aplicação, em tempo real, de acordo com as especificações do Object Management Group (OMG). Com isso, o sistema conta com os processos de acesso e compartilhamento de dados, bem como requisitos de desempenho, segurança, portabilidade e escalabilidade do sistema.

CategoriesImprensa

Atech apresenta soluções de comando e controle e sistemas de combate na IDEX 2017

A Atech, empresa brasileira do Grupo Embraer, será um dos destaques do Brasil na IDEX 2017, feira internacional da indústria de defesa que acontece de 19 a 23 de fevereiro, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, apresentando toda sua experiência no domínio de tecnologias de sistemas de comando e controle voltados para as áreas militar e civil, além dos sistemas de combate e simuladores, desenvolvidos para atender às necessidades das Forças Armadas Brasileiras. Reconhecida como a “System House” brasileira, a Atech sempre se pauta pela inovação com o objetivo de transformar o país. Esta é a essência e a razão da existência da Atech, que possui experiência de décadas em desenvolvimentos e entregas bem-sucedidos. Com uma expertise única em engenharia de sistemas e tecnologias de consciência situacional e apoio à tomada de decisão, a Atech trabalha no desenvolvimento de soluções inovadoras com aplicações nas áreas de tráfego aéreo, sistemas de comando e controle, segurança cibernética, redes inteligentes (smart grid), sistemas de instrumentação e controle, logística e aplicativos para smartphones e dispositivos móveis (apps).

Como empresa brasileira líder em sistemas complexos de missão crítica, provedora de soluções integradas em defesa, segurança, tráfego aéreo e aplicações civis, a Atech atua no ciclo de vida completo dos sistemas, percorrendo desde a concepção às instalações funcionais. A liderança em projetos como o SIVAM (Sistema de Vigilância da Amazônia), o LABGENE (Laboratório de Geração de Energia Núcleo-Elétrica) e o sistema de gerenciamento e defesa do espaço aéreo brasileiro marcam o reconhecimento da sua excelência no histórico de entregas.

Esse histórico permitiu também à Atech juntar-se ao seleto grupo de empresas brasileiras que exportam soluções de alta tecnologia. A competência na solução de gerenciamento do espaço aéreo, com soluções integrando mais de 150 sensores a sistemas de missão crítica e cobertura de 22 milhões de km² e 3 milhões de voos/ano, abriu as portas para sua participação nos projetos de desenvolvimento do Sistema Tático de Missão Naval dos helicópteros H225M para a Marinha do Brasil (H-XBR) e do Sistema de Suporte a Missão e Simuladores para aeronaves de combate brasileira F-X2.

  • Sistemas de Defesa

Sistema C2 e C4I – A Atech tem presença consolidada nos Sistemas de Comando e Controle, que oferecem domínio de todas as informações disponíveis sobre o ambiente monitorado, aumentando a consciência situacional e permitindo ao comando tomar as decisões mais assertivas e funcionais (planejamento, monitoramento). Tais sistemas possuem diferentes finalidades como comando, controle, comunicação, computação, inteligência, vigilância e reconhecimento. Neste segmento, a Atech vem atuando em conjunto com a Embraer e as demais empresas do grupo para oferecer soluções completas e integradas.

Sistemas Embarcados – O conhecimento da Atech e sua comprovada experiência no design, desenvolvimento e integração de sistemas críticos, colocam a empresa em uma posição destacada (única) como parceira estratégica das Forças Armadas do Brasil, atuando em diversos projetos de sistemas embarcados e executando atividades de: integração, desenvolvimento de sistemas de missão e suporte logístico. Nesse sentido, a Atech destaca-se por sua presença no desenvolvimento do Sistema Tático de Missão Naval dos oito helicópteros adquiridos para a Marinha do Brasil, dentro do Programa H-XBR; e no programa de Transferência de Tecnologia (offset) do Governo Brasileiro para o Programa P-3AM ORION, aeronave de Patrulha Marítima da Força Aérea Brasileira (FAB), atuando na modernização dos sistemas embarcados, na integração de novos sistemas à plataforma aérea e na capacitação de pessoal para manutenção dos sistemas das aeronaves. A Atech, mais recentemente, conduz, em parceria com a FAB e a SAAB, as atividades de transferência de tecnologia e desenvolvimento dos sistemas de suporte a missão, treinamento e simulação do programa F-X2.

Simuladores – A Atech também possui grande experiência no desenvolvimento de soluções de simulação para as Forças Armadas Brasileiras, com sistemas integrados para cenários militares simulados, compostos por diferentes módulos: alvos aéreos, terrestres e navais; detecção de sensores; comando e controle; voo; informações de guerra eletrônica; carros de combate; artilharia antiaérea; e periscópio. O Simulador de Operações Aéreas Militares (SOpM) apresenta-se como ótimo exemplo das capacidades da Atech, permitindo a geração de cenários para treinamento de Controladores de Defesa Aérea, contemplando funcionalidades como: simulação de interfaces externas; preparação, armazenamento e execução dos treinamentos; registro de dados para avaliação do aluno; execução simultânea de exercícios, entre outras.

Cybersegurança – Questões relacionadas à cibernética são, atualmente, um dos principais focos de atenção de governos e empresas. A Atech domina as tecnologias para atuação efetiva nas questões de segurança cibernética, sendo capaz de dar suporte aos projetos dos setores público e privado, com soluções abrangentes e customizadas, com o objetivo de preservar ativos, reduzir perdas e agregar valor aos negócios. Para isso, a Atech desenvolveu o ATHENA, uma solução integrada de hadware e software, que opera como plataforma de segurança in-a-box. O produto viabiliza o acesso seguro de aplicações web por meio da internet ou de qualquer outra rede considerada de risco.

Proudly powered by Wpopal.com