CategoriesImprensa

Atech apresenta as soluções de A-CDM durante o IBAS 2017

A Atech, empresa do Grupo Embraer, participará do IBAS 2017 (International Brazil Air Show), que acontece de 29 de março a 02 de abril, no Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), no Rio de Janeiro. Referência internacional quando o assunto é gerenciamento do tráfego aéreo, a Atech apresentará as soluções de A-CDM (Airport Collaborative Decision Making / Tomada de Decisão Colaborativa em Aeroportos) desenvolvidas pela empresa.O conceito de A-CDM é um inovador processo para gerenciar melhor todos os aspectos de um aeroporto, com foco especial nas operações dos aviões e no fluxo de passageiros, por meio do compartilhamento de dados entre os atores envolvidos na atividade aeroportuária. Com isso, busca-se maior previsibilidade em relação a eventos, otimização de recursos operacionais, melhor estruturação das áreas de pátio para movimentação de aeronaves, entre outras vantagens.

Para que haja sucesso nesse processo, é necessária a adoção de tecnologia e a Atech vem cumprindo papel essencial na integração de sistemas aeroportuários com os sistemas de gestão de tráfego aéreo. O objetivo é produzir informação confiável, tempestiva, suficiente para cada um dos agentes, que deve ser apresentada de forma lógica e de fácil compreensão. Nesse sentido, a Atech atua na descrição dos conceitos operacionais de A-CDM, definição da arquitetura do sistema, especificação dos seus requisitos, treinamento e suporte tecnológico.

“A operação de um aeroporto é sempre complexa e exige informações corretas para uma tomada de decisão rápida e assertiva. A integração dos dados de todos os agentes em uma plataforma única, que processe um grande volume de informações, é a base para o sucesso da A-CDM. E a Atech com sua expertise investe no aprimoramento de seus sistemas, atendendo as tendências do segmento internacional”, destaca o presidente da Atech, Edson Mallaco.

Alguns aeroportos da Europa já operam com A-CDM, como o Heathrow, na Inglaterra e Munich, Alemanha. Idem quanto ao Aeroporto Internacional de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. Em todos já se registra uma redução de custos, aumento da predictabilidade e agilização de processos operacionais de pátio. Há uma tendência em se adotar o uso universal de A-CDM e o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), está trabalhando para viabilizar a sua implantação no Brasil, a partir de um acordo firmado com a Eurocontrol, em 2015.

Sobre a Atech (www.atech.com.br) – Reconhecida como uma “System House” brasileira, a Atech sempre se pautou pela inovação com o objetivo de ajudar a transformar o país. Com uma expertise única em engenharia de sistemas e tecnologias de consciência situacional e apoio a tomada de decisão, a Atech trabalha no desenvolvimento de soluções inovadoras com aplicações nas áreas de tráfego aéreo, sistemas de comando e controle, segurança cibernética, sistemas de instrumentação e controle, sistemas embarcados, simuladores e logística. A empresa é responsável pelo desenvolvimento e modernização de todo o sistema para o gerenciamento e defesa do espaço aéreo brasileiro. Pela sua atuação, a companhia é reconhecida e foi certificada como Empresa Estratégica de Defesa pelo Ministério da Defesa do Brasil.

CategoriesImprensa

Atech integra debates sobre gerenciamento do tráfego aéreo mundial durante o World ATM Congress

A Atech, empresa brasileira do Grupo Embraer, integra os debates sobre os avanços na área de controle de tráfego aéreo durante o World ATM Congress, que acontece de 7 a 9 de março, em Madri (Espanha). No evento, ela apresentará soluções em ATM implantadas no Brasil — que cobrem 100% do território nacional — e são responsáveis pelo gerenciamento do tráfego aéreo e defesa aérea do país, bem como o sistema de gestão de fluxo que integra todos os dados de voos nos aeroportos brasileiros. Para essa edição do World ATM, outro destaque da companhia será a nova solução de simulação para capacitação de controladores de voo, desenvolvida recentemente em parceria com a Força Aérea Brasileira (FAB).

Na área de gestão de tráfego aéreo, a Atech destaca o SAGITARIOdesenvolvido em parceria com a FAB, que marca a evolução do sistema de controle aéreo no Brasil, por empregar uma solução inovadora para a comunicação, navegação e vigilância no comando e o controle do espaço aéreo brasileiro. O SAGITARIO tem como conceito prover um controle completo desde antes da decolagem até a parada do avião no aeroporto de destino, com seus sistemas instalados em torre de controle de aeroporto, centro de aproximação e centro de controle em área, garantindo que todas as etapas sejam executadas de forma segura e eficaz, e dentro dos padrões internacionais estabelecidos.

Para atuar em conjunto com o SAGITARIO, a Atech desenvolveu também o SIGMA (Sistema Integrado de Gestão de Movimentos Aéreos), uma solução que congrega os dados das companhias aéreas, aeroportos e órgãos de controle, entre outros, com informações meteorológicas de interesse para a gestão de fluxo de tráfego aéreo em uma base de dados unificada. Com esta integração, o sistema permite que o centro de gerenciamento de fluxo atue para equilibrar a capacidade e a demanda aéreas, a fim de garantir a segurança das operações e a regularidade e pontualidade dos voos. O SIGMA está, hoje, em operação no Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), no Rio de Janeiro, operando continuamente para garantir o balanceamento entre a capacidade de atendimento do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) e a demanda de movimentos aéreos. O SIGMA foi grande aliado das autoridades brasileiras para o bem-sucedido gerenciamento do fluxo aéreo durante a Copa do Mundo Fifa 2014 e os Jogos Olímpicos Rio 2016.

Este histórico permitiu à Atech juntar-se ao seleto grupo de empresas brasileiras que exportam soluções de alta tecnologia, como o Skyflow, contratado pela Autoridade de Aeroportos da Índia (AAI – Airports Authority of India) e já em operação naquele país. O Skyflow é a versão comercial do SIGMA, tendo sido adaptado para as necessidades de gerenciamento de fluxo aéreo de acordo com os requisitos operacionais típicos do subcontinente indiano.

Com o objetivo de prover soluções completas e integradas, a Atech desenvolveu ainda um sistema de simulação de controle do espaço aéreo PLATAO (Plataforma Avançada de Treinamento e Atualização Operacional), voltado para capacitar e reciclar os conhecimentos e habilidades dos controladores de tráfego aéreo. A plataforma de treinamento permite a geração de cenários complexos, tais como comunicação por enlace de dados entre controlador e piloto e o rastreamento de aeronaves com novas tecnologias.  Na solução adotada e desenvolvida pela Atech, o PLATAO cria exercícios de treinamento simulando simultaneamente mais de um cenário operacional de centro de controle. A arquitetura do sistema é pioneira na utilização dos conceitos de Serviços de Distribuição de Dados (DDS – Data Distribution Service), para aplicação, em tempo real, de acordo com as especificações do Object Management Group (OMG). Com isso, o sistema conta com os processos de acesso e compartilhamento de dados, bem como requisitos de desempenho, segurança, portabilidade e escalabilidade do sistema.

CategoriesImprensa

Atech integra debates sobre gerenciamento do tráfego aéreo mundial durante o World ATM Congress

A Atech, empresa brasileira do Grupo Embraer, integra os debates sobre os avanços na área de controle de tráfego aéreo durante o World ATM Congress, que acontece de 7 a 9 de março, em Madri (Espanha). No evento, ela apresentará soluções em ATM implantadas no Brasil — que cobrem 100% do território nacional — e são responsáveis pelo gerenciamento do tráfego aéreo e defesa aérea do país, bem como o sistema de gestão de fluxo que integra todos os dados de voos nos aeroportos brasileiros. Para essa edição do World ATM, outro destaque da companhia será a nova solução de simulação para capacitação de controladores de voo, desenvolvida recentemente em parceria com a Força Aérea Brasileira (FAB).

Na área de gestão de tráfego aéreo, a Atech destaca o SAGITARIOdesenvolvido em parceria com a FAB, que marca a evolução do sistema de controle aéreo no Brasil, por empregar uma solução inovadora para a comunicação, navegação e vigilância no comando e o controle do espaço aéreo brasileiro. O SAGITARIO tem como conceito prover um controle completo desde antes da decolagem até a parada do avião no aeroporto de destino, com seus sistemas instalados em torre de controle de aeroporto, centro de aproximação e centro de controle em área, garantindo que todas as etapas sejam executadas de forma segura e eficaz, e dentro dos padrões internacionais estabelecidos.

Para atuar em conjunto com o SAGITARIO, a Atech desenvolveu também o SIGMA (Sistema Integrado de Gestão de Movimentos Aéreos), uma solução que congrega os dados das companhias aéreas, aeroportos e órgãos de controle, entre outros, com informações meteorológicas de interesse para a gestão de fluxo de tráfego aéreo em uma base de dados unificada. Com esta integração, o sistema permite que o centro de gerenciamento de fluxo atue para equilibrar a capacidade e a demanda aéreas, a fim de garantir a segurança das operações e a regularidade e pontualidade dos voos. O SIGMA está, hoje, em operação no Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), no Rio de Janeiro, operando continuamente para garantir o balanceamento entre a capacidade de atendimento do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) e a demanda de movimentos aéreos. O SIGMA foi grande aliado das autoridades brasileiras para o bem-sucedido gerenciamento do fluxo aéreo durante a Copa do Mundo Fifa 2014 e os Jogos Olímpicos Rio 2016.

Este histórico permitiu à Atech juntar-se ao seleto grupo de empresas brasileiras que exportam soluções de alta tecnologia, como o Skyflow, contratado pela Autoridade de Aeroportos da Índia (AAI – Airports Authority of India) e já em operação naquele país. O Skyflow é a versão comercial do SIGMA, tendo sido adaptado para as necessidades de gerenciamento de fluxo aéreo de acordo com os requisitos operacionais típicos do subcontinente indiano.

Com o objetivo de prover soluções completas e integradas, a Atech desenvolveu ainda um sistema de simulação de controle do espaço aéreo PLATAO (Plataforma Avançada de Treinamento e Atualização Operacional), voltado para capacitar e reciclar os conhecimentos e habilidades dos controladores de tráfego aéreo. A plataforma de treinamento permite a geração de cenários complexos, tais como comunicação por enlace de dados entre controlador e piloto e o rastreamento de aeronaves com novas tecnologias.  Na solução adotada e desenvolvida pela Atech, o PLATAO cria exercícios de treinamento simulando simultaneamente mais de um cenário operacional de centro de controle. A arquitetura do sistema é pioneira na utilização dos conceitos de Serviços de Distribuição de Dados (DDS – Data Distribution Service), para aplicação, em tempo real, de acordo com as especificações do Object Management Group (OMG). Com isso, o sistema conta com os processos de acesso e compartilhamento de dados, bem como requisitos de desempenho, segurança, portabilidade e escalabilidade do sistema.

CategoriesImprensa

Atech apresenta soluções de comando e controle e sistemas de combate na IDEX 2017

A Atech, empresa brasileira do Grupo Embraer, será um dos destaques do Brasil na IDEX 2017, feira internacional da indústria de defesa que acontece de 19 a 23 de fevereiro, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, apresentando toda sua experiência no domínio de tecnologias de sistemas de comando e controle voltados para as áreas militar e civil, além dos sistemas de combate e simuladores, desenvolvidos para atender às necessidades das Forças Armadas Brasileiras. Reconhecida como a “System House” brasileira, a Atech sempre se pauta pela inovação com o objetivo de transformar o país. Esta é a essência e a razão da existência da Atech, que possui experiência de décadas em desenvolvimentos e entregas bem-sucedidos. Com uma expertise única em engenharia de sistemas e tecnologias de consciência situacional e apoio à tomada de decisão, a Atech trabalha no desenvolvimento de soluções inovadoras com aplicações nas áreas de tráfego aéreo, sistemas de comando e controle, segurança cibernética, redes inteligentes (smart grid), sistemas de instrumentação e controle, logística e aplicativos para smartphones e dispositivos móveis (apps).

Como empresa brasileira líder em sistemas complexos de missão crítica, provedora de soluções integradas em defesa, segurança, tráfego aéreo e aplicações civis, a Atech atua no ciclo de vida completo dos sistemas, percorrendo desde a concepção às instalações funcionais. A liderança em projetos como o SIVAM (Sistema de Vigilância da Amazônia), o LABGENE (Laboratório de Geração de Energia Núcleo-Elétrica) e o sistema de gerenciamento e defesa do espaço aéreo brasileiro marcam o reconhecimento da sua excelência no histórico de entregas.

Esse histórico permitiu também à Atech juntar-se ao seleto grupo de empresas brasileiras que exportam soluções de alta tecnologia. A competência na solução de gerenciamento do espaço aéreo, com soluções integrando mais de 150 sensores a sistemas de missão crítica e cobertura de 22 milhões de km² e 3 milhões de voos/ano, abriu as portas para sua participação nos projetos de desenvolvimento do Sistema Tático de Missão Naval dos helicópteros H225M para a Marinha do Brasil (H-XBR) e do Sistema de Suporte a Missão e Simuladores para aeronaves de combate brasileira F-X2.

  • Sistemas de Defesa

Sistema C2 e C4I – A Atech tem presença consolidada nos Sistemas de Comando e Controle, que oferecem domínio de todas as informações disponíveis sobre o ambiente monitorado, aumentando a consciência situacional e permitindo ao comando tomar as decisões mais assertivas e funcionais (planejamento, monitoramento). Tais sistemas possuem diferentes finalidades como comando, controle, comunicação, computação, inteligência, vigilância e reconhecimento. Neste segmento, a Atech vem atuando em conjunto com a Embraer e as demais empresas do grupo para oferecer soluções completas e integradas.

Sistemas Embarcados – O conhecimento da Atech e sua comprovada experiência no design, desenvolvimento e integração de sistemas críticos, colocam a empresa em uma posição destacada (única) como parceira estratégica das Forças Armadas do Brasil, atuando em diversos projetos de sistemas embarcados e executando atividades de: integração, desenvolvimento de sistemas de missão e suporte logístico. Nesse sentido, a Atech destaca-se por sua presença no desenvolvimento do Sistema Tático de Missão Naval dos oito helicópteros adquiridos para a Marinha do Brasil, dentro do Programa H-XBR; e no programa de Transferência de Tecnologia (offset) do Governo Brasileiro para o Programa P-3AM ORION, aeronave de Patrulha Marítima da Força Aérea Brasileira (FAB), atuando na modernização dos sistemas embarcados, na integração de novos sistemas à plataforma aérea e na capacitação de pessoal para manutenção dos sistemas das aeronaves. A Atech, mais recentemente, conduz, em parceria com a FAB e a SAAB, as atividades de transferência de tecnologia e desenvolvimento dos sistemas de suporte a missão, treinamento e simulação do programa F-X2.

Simuladores – A Atech também possui grande experiência no desenvolvimento de soluções de simulação para as Forças Armadas Brasileiras, com sistemas integrados para cenários militares simulados, compostos por diferentes módulos: alvos aéreos, terrestres e navais; detecção de sensores; comando e controle; voo; informações de guerra eletrônica; carros de combate; artilharia antiaérea; e periscópio. O Simulador de Operações Aéreas Militares (SOpM) apresenta-se como ótimo exemplo das capacidades da Atech, permitindo a geração de cenários para treinamento de Controladores de Defesa Aérea, contemplando funcionalidades como: simulação de interfaces externas; preparação, armazenamento e execução dos treinamentos; registro de dados para avaliação do aluno; execução simultânea de exercícios, entre outras.

Cybersegurança – Questões relacionadas à cibernética são, atualmente, um dos principais focos de atenção de governos e empresas. A Atech domina as tecnologias para atuação efetiva nas questões de segurança cibernética, sendo capaz de dar suporte aos projetos dos setores público e privado, com soluções abrangentes e customizadas, com o objetivo de preservar ativos, reduzir perdas e agregar valor aos negócios. Para isso, a Atech desenvolveu o ATHENA, uma solução integrada de hadware e software, que opera como plataforma de segurança in-a-box. O produto viabiliza o acesso seguro de aplicações web por meio da internet ou de qualquer outra rede considerada de risco.

Proudly powered by Wpopal.com